Sobre bebês que adormecem muito tarde

Por Fernanda Rezende Silva

Já entendemos que é importante a livre demanda do sono (http://brincarderoda.com.br/livre-demanda-de-sono/), mas o seu bebê resolveu que quer ficar acordado até 23h! Ele só dorme depois desse horário! O que fazer?
Bebês geralmente dormem tarde nestas duas situações: quando a última soneca é muito tarde ou quando acordam tarde de manhã. Vamos analisar o que pode ser feito em cada caso.
Sobre o bebê que tira a última soneca tarde (e por isso o sono da noite começa tarde): vamos imaginar que esse bebê tira uma soneca de 18h às 20h e depois vai dormir só às 23h. Talvez esse bebê até fosse emendar a soneca com o sono da noite, mas se a casa não estiver pronta para isso ele pode acordar, por exemplo: se tiver barulho de televisão isso pode sim influenciar o sono do bebê e fazer ele acordar, portanto o primeiro passo é preparar o ambiente para que o bebê adormeça (ou continue dormindo). Imaginando que o bebê precisa mesmo dessa última soneca (ou seja, não vai emendar com o sono da noite): a soneca deveria acontecer mais cedo, de forma a não atrapalhar o sono da noite. Como fazer uma soneca acontecer mais cedo: o sono vem de acordo com o cansaço, então o bebê precisa cansar mais antes do horário da soneca. Supondo que esse bebê tira 2 sonecas por dia – uma de 11h às 13h e outra de 18h às 20h – é possível fazer o bebê gastar mais energia após as 13h, de forma que sinta sono mais cedo e acabe adormecendo novamente antes de 18h. Leve seu bebê para o parquinho, invente brincadeiras, passeios – sim, você vai gastar mais energia também, mas pense que é por uma boa causa 🙂 Não adianta simplesmente colocar o bebê para tirar uma soneca mais cedo sem cansá-lo o suficiente: se ele não estiver com sono talvez até fique quietinho mas sem realmente adormecer e isso pode desregular ainda mais os ciclos de sono.
Ok, já falamos sobre regular os horários das sonecas, mas para alguns bebês o que mais influencia o sono da noite é o horário que acordam de manhã, então vamos ver um exemplo.
Imagine que o bebê está acordando às 11h: ele precisa começar a acordar mais cedo para regular os ciclos de sono. Para não deixar o bebê muito irritado (qualquer pessoa fica irritada se não dormir o quanto precisa, né) a dica é ir adiantando aos poucos o horário de acordar de manhã: se ele costuma acordar 11h, no primeiro dia abra cortinas e janelas às 10:45h, faça isso nesse horário por pelo menos 3 dias, depois passe a abrir cortinas e janelas às 10:30h, e assim sucessivamente – você vai perceber que conforme acorda mais cedo o bebê também sentirá sono mais cedo à noite, e aí você precisa colaborar, preparar o ambiente (não adianta tentar fazer o bebê dormir 21h se neste horário tem até liquidificador ligado). Observe que você não vai acordar o bebê mais cedo: vai apenas facilitar para que o corpo dele entenda que já é dia e acorde espontaneamente mais cedo. Acordar um bebê é quase um “pecado”, algo que só deve ser feito quando não tem outro jeito, pois é certo que o bebê ficará irritado e isso pode atrapalhar o restante do sono daquele dia (sonecas e sono da noite).
Sobre o sono dos bebês, veja como é diferente do sono dos adultos: http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2014/08/8-fatos-sobre-o-sono-dos-bebes-que-todo.html.
Se você entende que o bebê sente sono conforme o cansaço então você sabe que não adianta empanturrar seu bebê de comida para forçá-lo a dormir: não é disso que ele precisa, e se coincidir dele dormir não será um sono saudável. Você já sentiu sono depois de comer uma feijoada? Pois é, o organismo cansa, a gente dorme, mas não dorme bem – não seria nada saudável uma pessoa com insônia comer feijoada toda noite para conseguir dormir.
Seu bebê está dormindo em horários legais mas fica acordando muito à noite? Isso rende assunto para um novo texto. Até lá!